E chegou mais um dia 15 de Março! Durante esse mês, é normal que se leia dezenas de artigos e notícias sobre o dia do consumidor e a sua importância para o varejo. E esta importância é inegável – a data, inclusive, vem se tornado uma das mais rentáveis do ano.

No entanto, o que se vê todos os anos é um enorme desserviço para pequenos e médios lojistas de todo o Brasil: o incentivo desenfreado ao investimento em datas sazonais. E isso começa, principalmente, no momento de aquisição do novo cliente.

Você já deve ter percebido o quanto o custo dos anúncios sobem em épocas sazonais. Um anúncio que custaria “x”, nessas datas passam a custar “5x”. E o retorno, às vezes, nem é tão grande. Além disso, a concorrência pelo clique e pela atenção dos consumidores também é disputada milímetro a milímetro.

Isso significa, basicamente, que custa muito mais dinheiro você anunciar na black friday ou nos  dias dos namorados, por exemplo, do que em datas normais. Isso porque todo o mundo está interessado em anunciar naquele dia. A questão principal é: Vale a pena gastar grande parte da verba de marketing do mês ou do trimestre num evento específico?

Já que apostar no sazonal não deveria ser a única opção, separamos alguma dicas que podem ajudá-lo no planejamento dos outros 365 dias do ano.

Dica #1 Mantenha o seu cliente satisfeito o ano inteiro

Um dos principais desafios de qualquer lojista é chamar a atenção do seu consumidor, não é mesmo? Se você ainda não planejou, nem desenvolveu sua estratégia de vendas ao longo do ano, você pode estar perdendo uma grande oportunidade de faturamento do seu negócio. Será que só deve planejar em datas sazonais ou deverá fazê-lo o ano inteiro?

A resposta acertada será: Devo fazê-lo todos os dias! Por outras palavras, surpreenda o consumidor, pense a longo prazo, ofereça um “bombom” aos seus compradores. Mais do que isso: invista numa boa relação com o consumidor, pense a longo prazo.

Mas como?

Você pode apostar em:

  • Atendimento qualificado, por chat, redes sociais, blog, autoatendimento, chatbots nas redes sociais, newsletters;
  • Ofertas do dia;
  • Campanhas de e-mail marketing, postagens nas redes sociais e campanhas na sua loja online;
  • Anúncios que reforcem o branding de sua marca, destacando-se da concorrência;
  • Oferta de descontos ou brindes especiais para aqueles que se cadastram no seu site, incentivando ainda mais a compra;
  • SAC das suas vendas;
  • Links patrocinados e na busca orgânica em SEO.

Os consumidores priorizam a comunicação, dessa forma tornará sua loja conhecida, atrairá novos cliente e será lembrada sempre no momento de fazer uma compra.

Segundo o estudo da NeoAssist, 74% dos consumidores pagariam mais por um produto ou serviço se tivesse um atendimento melhor. E 72% pagariam até 20% a mais por esse atendimento qualificado. Ou seja, a forma de integração com o consumidor reflete a forma como a sua loja vende.

Lembre-se: conquistar um cliente novo custa 5 vezes mais do que manter um antigo. Segundo o Marketing Metric a probabilidade de vender para um cliente existente é 14x mais alta do que a probabilidade de vender para um novo cliente.

Dica # 2 Invista na estratégia certa e personalize a sua loja

Você deve investir um tempinho preparando a apresentação do seu site e das suas páginas nas redes sociais. Um layout faz toda a diferença na hora de encorajar uma venda. A forma como os produtos estão dispostos, a forma como estão categorizados, a forma como os exibe e as promoções que deseja fazer influencia diretamente na compra.

Isso fará com que o consumidor visite e sinta que pode recorrer à sua loja sempre que tiver de comprar um presente ou um artigo qualquer, por exemplo. Pense sempre além dos descontos, este deveria ser o seu lema! Ao criar a sua próprio identidade, estabelecer estratégias e ao eliminar o impulso de vender mais sazonalmente, você irá permitir um

faturamento constante e não apenas explosivo. Garantindo, deste modo, um ciclo de vida mais constante e equilibrado.

Portanto, em vez de se perguntar: “Quais são as datas para criar ofertas especiais?”, tente partir da seguinte lógica: O que minha loja pode fazer para vender mais ao longo do ano? Uma estratégia que pode beneficiá-lo é o monoproduto. Você já pensou em apostar na estratégia de monoproduto?

Não vale a pena oferecer uma grande variedade de produtos, você pode ofertar um único produto ou kits de produtos e focar a sua estratégia de vendas nele, criando destaques mensais, por exemplo.

Para isso, você pode criar uma landing page para as opções de presente que quer vender, ou o seu produto mais vendido/procurado e criar campanhas focadas nele.

No nosso blog, temos um artigo sobre o modelo monoproduto onde explicamos como esta estratégia o ajuda a aumentar significativamente as suas vendas, confira!

Dica # 3 Vá além da lógica de consumo

Pense que existem sempre usuários dispostos a comprar. Você só tem de abrir caminhos e criar oportunidades de venda. A partir daí, abrem-se novas opções para novas estratégias e, ao mesmo tempo, reforçam o compromisso da sua marca com os seus clientes.

Você irá conquistar clientes através dos canais certos, lembre-se: algumas pessoas nunca abrem e-mails promocionais, mas clicam em ofertas exibidas em sua rede social. Outras nem sequer usam redes sociais, mas ficarão felizes em receber um contato por WhatsApp para tirar dúvidas, por exemplo.

E você? Já criou a sua estratégia o que faz para vender todos dos dias?

Pense, a estratégia é a alma do negócio

Será que você está dando a devida importância ao consumidor ou apenas replicando estratégias populares entre os seus concorrentes? Por isso, vale sempre o esforço de rever aquilo que já está implementado e, mais do que isso, acompanhar diariamente o retorno do seu cliente.