As métricas são o ponto de partida para qualquer negócio iniciar as suas estratégias, bem como seu plano de marketing.
Você sabia que é possível interpretar, otimizar e mensurar as suas métricas?
Se quer investir numa campanha de marketing online e deseja saber se seu negócio está ou não no caminho certo, este artigo é para você!

Afinal, o que são métricas?

As métricas permitem quantificar uma tendência, um comportamento ou uma variável de um negócio. Com elas, você tem capacidade para medir e avaliar, em tempo real, volumes de negócio, ações de marketing, campanhas, margens, entre outros.

São formas de avaliar dados comportamentais dos visitantes do site, ou seja:

-Sessões do site – mede a quantidade de acessos ao seu site, tendo em conta que, as sessões expiram a cada 30 minutos – uma métrica comportamental.

-Usuários do site –
identifica a quantidade de usuários que acessaram ao seu site, sabendo que, as sessões expiram a cada 30 minutos – traz um número real de visualizações.

-Taxa de Saída –
 permite entender qual a página com mais engajamento do usuário no seu site e qual a página que existe mais fluxo de saída –  Atenção! diferente de taxa de rejeição.

Taxa de rejeição – permite analisar a porcentagem de visitantes que estiveram apenas numa página do seu site. Quanto mais alta for a taxa, pior será o seu desempenho. Ou seja, significa que existiram muitos visitantes a desistir de navegar em seu site.

Mas…  por que usar métricas?

Para você entender melhor, que tal um exemplo?

Vamos imaginar o seguinte: você foi convidado para um evento, gastou um terço do seu orçamento de marketing numa ação promocional, distribuindo cupons com 10% de desconto. Os cupons tem como objetivo estimular que os clientes entrem em contato ou realizem alguma compra. Ao fim de duas semanas, distribuiu mais de 10.000 cupons…. Mas e ai? Como saber se a sua campanha funcionou?

# Destacamos as principais métricas para aplicar em seu negócio

Você precisar medir e entender se esses resultados são importantes para garantir o sucesso de futuras campanhas. A concorrência é alta e os clientes em potencial procuram soluções que possam ser encontradas com facilidade. Deste modo, podemos medir : 

1. Número de novos leads

Os Leads são oportunidades de negócio para sua empresa. É um usuário que através dos seus dados de contato, demonstra interesse em adquirir um produto ou serviço oferecido pela sua marca oferece. Por exemplo, o download da sua newsletter , requer nome e e-mail.

Como medir? 

Por exemplo, quando um usuário preencher a newsletter do seu site, com os seus dados, essa informação é encaminhada para uma página de agradecimento. Após ter criado  sua landing page e a sua página de agradecimento, só falta criar um objetivo no Google Analytics.

Com o objectivo criado, através do Google Analytics (por exemplo ) você conseguirá entender quantas leads vieram dos Conteúdos, Redes Sociais, Anúncios Pagos, que Landing Page e que CTAs convertem melhor, entre outras.

Então, o lead não é só o usuário que deixa os seus dados pessoais para a sua  empresa. Ele é um contato qualificado. Ou seja, é um possível cliente, alguém que identificou que tem um problema e sabe que a sua marca tem  uma solução.

Mensurar…

Deste modo, é essencial mensurar o número de Leads e novos leads. Devendo estabelecer um período a ser mensurado. Essa métrica, permite conhecer o caminho que o seu negócio está tomando, e assim, desenvolver uma estratégia qualitativa para a sua empresa.

Em suma, muitos negócios  não sabem como trabalhar os leads ou para onde eles vão depois de serem adquiridos. Portanto, é fundamental mensurar o número de novos leads adquiridos com essa métrica, você consegue conhecer o caminho do seu negócio, uma vez que, esses números são fundamentais para o desenvolvimento da sua empresa e que continue trabalhando até ao  pós-venda.

 

2. Medir Taxa de Retenção de Clientes

A retenção de clientes é provavelmente um dos assuntos mais debatidos para quem tem um negócio. Não acha? Tradicionalmente, muitos empreendedores gastam muito dinheiro a tentar adquirir novos clientes. Na verdade, manter um cliente mais antigo, é mais barato para o seu negócio do que investir em novos.

De acordo com uma pesquisa divulgada pela Harvard Business School, aumentar as taxas de retenção de clientes em 5% aumenta lucros de 25% a 95%.

Se sua estratégia for eficiente, você consegue medir a porcentagem de clientes, tanto os mais fiéis, como os de casuais, de  um determinado produto ou serviços da sua marca, permitindo compreender o comportamento de compra e qual o índice de fidelidade.

Como obter a taxa de retenção?

Para obter a taxa de retenção de clientes, em primeiro lugar, basta somar o total de clientes e subtrair o número de clientes que se perdeu num determinado período de tempo. Em segundo lugar, é só  dividir o resultado pelo total de clientes. Dessa forma, quanto maior for a retenção, menor é a necessidade de adquirir novos clientes e maior será a probabilidade de gerar novas vendas para a mesma carteira de negócios.

A retenção de clientes é a estratégia mais eficiente e econômica, de tal forma que, não é necessário investir tempo em recursos dispendiosos, usar canais de comunicação direto entre o seu negócio e o consumidor, ou seja, é uma boa forma para atrair e converter clientes.

Ofereça canais para sugestões, avaliação e reclamação, por exemplo, para reter e captar a atenção do seu cliente – ouça o seu cliente, em redes sociais como o Facebook, criando um elo de ligação mais direto com o consumidor.

Resumindo, a retenção é a forma mais sustentável do seu negócio,é a chave para o crescimento sustentável de qualquer empresa.

3. Nível de Engajamento de Cliente Online

Engajamento de cliente é uma estratégia utilizada para atrair usuários e clientes para seu blog ou site. Mas como isso funciona? É simples! Basta fazer com que os usuários enxerguem valor no seu conteúdo. Ou seja, para você aumentar o engajamento do seu negócio, você deve incentivar seus clientes a interagir e compartilhar suas experiências em ambiente online.

No mercado online, com tanta concorrência, antes de você apostar em novos projetos, em primeiro lugar, deve  conhecer bem o seu mercado, verificar o presente e  dessa forma implementar estratégias capazes de mensurar o engajamento do seu negócio.

Essa interação direta, permite saber se seus clientes “velhos” ou “novos” estão satisfeitos com o desempenho do seu serviço, e/ou com o nível de  experiência da sua loja online.

Ao contrário do que muitos pensam, o engajamento não está relacionado com o número de seguidores que seu negócio tem nas redes sociais, número de curtidas ou visitas do seu site. Mas sim, com o quanto as pessoas interagem com a sua marca. Bem como,  o foco na criação de valor e notoriedade perante o usuário.

As empresas que se preocupam com o engajamento de clientes, oferecem aos seus usuários/ clientes,bons conteúdos, experiências em tempo real, de forma dinâmica e interativa.

Tome nota de exemplos de engajamento que podem gerar uma base de clientes fidelizados:

  • Crie conteúdo útil de relacionamento;
  • Promova assinaturas;
  • Apresente casos de sucesso em seu blog;
  • Relaciona-se e envolva-se  seus clientes nas redes sociais.

Agora que já sabe o que é engajamento, veja algumas métricas que precisa acompanhar para verificar se a sua estratégia está adequada:

  • Taxa de rejeição – mostra o número de visitas nas quais o usuário saiu do seu site na página que entrou e sem interagir com ela.
  • Menções à marcaé quando outro site ou blog fala sobre o seu site e, de maneira idêntica inclui um link dentro do dele, que irá levar o usuário ao seu.
  • Taxa de compartilhamento – alguém compartilhando o seu site para um amigo, por exemplo, nas redes sociais. 
  • Tempo médio de visita – como resultado quanto mais conteúdo relevante e de valor o seu site ou blog possuir, mais tempo o usuário permanecerá nele.

Assim, você deve criar um hábito de monitorizar as suas métricas, para trabalhar com dados reais. No ambiente online, tudo é possível de mensurar, assim com uma boa estratégia, você consegue perceber quais os resultados da sua empresa.

No caso de o cenário ser menos positivo, você consegue perceber e alterar toda a sua estratégia, acentue suas ações para alcançar bons resultados.

4. Medir Origem de tráfego

A origem do tráfego, é outra métrica muito importante para o seu negócio. Em primeiro lugar, permite que você saiba quantas usuários visitaram o seu site ou página e por quanto tempo, em segundo lugar qual a origem desses visitantes.

Primeiramente, é possível encontrar o meio responsável pelas visitas ao seu site e novas leads. Além disso, a sua empresa pode aumentar o contacto com o seu público, assim como conquistar novos clientes à procura de novos produtos ou serviços.

Desta forma, podemos destacar 7 tipos de tráfego na internet:

  • Direto – com efeito o usuário entra diretamente no seu site (endereço do browser), fruto de visitas frequentes, já conhecem o URL.
  • Orgânico – através de técnicas de SEO, o site tende aparecer nas pesquisas do Google, o mais buscado pela maioria das empresas.
  • Google Ads – com a finalidade de  investir em anúncios, aparecerá nas pesquisas de destaque, com anúncios google shopping, no Youtube e na rede de sites com anúncios Display.
  • Referência – com o fim de você ser encontrado por indicação, ou seja, atingirá tráfego de sites que identificaram o seu, pelo meio de links diretos para determinadas páginas.
  • Social Media – como o nome sugere, é o tráfego que vem das redes sociais, obtido pelo  Facebook, Instagram (stories com mais de 10k seguidores),linkedin, Youtube ( descrição e Cards), WhatsApp, Facebook Messenger e outros.
  • Social Ads – é o tráfego  proveniente de anúncios pagos na social media, nomeadamente no facebook, Twitter, Linkedin e outros.
  • e-Mail marketing – especialmente através de campanhas de e-mail (exemplo, newsletter) obterá tráfego adicional.

Para Resumir, o resultado de tudo isto, será tráfego para seu site, novos inscritos em sua lista de emails,novas leads qualificadas ou mais vendas. Ou seja, depois de toda a análise, existirão usuários que executaram a ação desejada, especialmente o preenchimento do formulário de contacto (lead) ou a compra do produto ( venda).

5. Medir ROI 

O ROI (Retorno Sobre Investimento) é uma métrica bastante utilizada para calcular o retorno que sua empresa teve perante um investimento, por exemplo, é usado em campanhas, ações de marketing, investimentos em propaganda, permitindo de fato analisar a relação entre o valor ganho ou perdido, ou seja, o total de dinheiro aplicado em determinado projeto.

Ao medir o ROI, você consegue saber quais os benefícios, por C + D, se o seu projeto é viável ou não, assim como, saber distinguir procedimentos rentáveis dos não rentáveis. Ao verificar o retorno obtido sobre o investimento “x” ou “y”, a sua empresa consegue ter em mão  dados importantes, com o intuito de  traduzir o custo-benefício de determinado projeto ou produto. Para entender mais, a respeito da importância desta métrica e como utiliza-la de forma eficaz para o seu negócio, clique aqui.

Deste jeito, você consegue identificar se seu produto ou serviço é rentável e se as estratégias de marketing  utilizadas estão trazendo os resultados para o seu negócio.

Peter Drucker, diz que uma empresa que não consegue medir seus resultados não é capaz de tomar boas decisões, e é isso que o ROI pretende auxiliar, na tomada de decisão estratégica, tendo como base o custo benefício.”

 

Só para exemplificar –  ROI  no e-commerce

Só para ilustrar, sua loja de e-commerce, nesta época de natal, investiu em uma campanha no Google Ads de R$2000. Nessa campanha, os usuários fizeram compras e você ganhou R$7000.
Portanto:

O cálculo do ROI é simples e existem duas formas:

F1: ROI = (retorno total – investimento) / investimento
F2: ROI = [(retorno total – investimento) / investimento] x 100

Fórmula 1:

(7000 – 2000) / 2000
5000 / 2000 = 2,5

Segundo a Fórmula 1, o seu ROI foi 2,5.

Fórmula 2:

[(7000 – 2000) / 2000] x 100
(5000 / 2000) x 100

2,5 x 100 = 250%

Segundo a Fórmula 2, o seu ROI foi de 250%.

Neste exemplo, sem dúvida a empresa triplicou o valor do investimento, ou seja, o valor final confere o retorno financeiro alcançado pelo investimento inicial, feito no e-commerce.
Claro que, este exemplo é simples, só para entender como calcular. No entanto, quando colocado em  prática, você deve ter atenção a todos os investimentos que foram feitos em determinada ação ou campanha.

Podem ainda ser enviados email marketing/sms marketing, campanhas em redes sociais, basta somar todos os investimentos e incluí-los nas fórmulas.

Desta forma, é muito importante medir o ROI para saber se seu negócio está ganhando ou perdendo dinheiro. Se ignorar esta métrica, corre o risco de não alcançar os seus objectivos de marketing.

Agora que você já sabe quais são as métricas mais importantes para o seu negócio, que tal colocá-las em prática?