Você tem milhares de visitas todos os dias em sua loja online, mas esses visitantes não se convertem em compradores?
Aposto que a primeira coisa que passa na sua cabeça é… mas como? Só que, os consumidores estão cada vez mais difíceis de agradar! Nesse sentido, no mercado do varejo, não basta ter uma loja, você tem de fidelizar seus clientes.
Seu caso é esse, não se preocupe! Tem solução! Separamos algumas dicas para que você possa transformar esse número alto de visitantes em clientes. Vamos lá!

Atenção: você quer visitantes em quantidade ou qualidade?


Quantas vezes você já viu artigos que questionavam o número mínimo de visitantes em uma página?
Ou comemorações a respeito do número de visualizações em uma página? A verdade, é que esses números pouco importam! Mas o número de visitas, é apenas, um indicador de crescimento ou descida de um site, não deverá ser a única métrica a ser avaliada.
O mais importante é focar no crescimento e a qualidade das visitas, não necessariamente a quantidade. Não se esqueça: quantidade não é sinónimo de qualidade.
De que adianta ter 5000 visitantes, mas apenas 50 comprarem na sua loja? Pense, como atrair visitantes qualificados. O que fazer?
Fique atento às suas métricas! Elas ajudam a verificar e analisar a qualidade de visitas do seu negócio, assim como, ajudar a melhorar as suas estratégias


Conheça muito bem o seu público

Se o seu objetivo é vender cada vez mais, o primeiro ponto de atenção é compreender bem o perfil do seu cliente.
Só assim, será capaz de estabelecer uma comunicação eficiente, definir um planejamento estratégico e desenvolver produtos e serviços para atender às necessidades específicas dos seus compradores.

A saber que, um levantamento realizado pela Adlucent, revelou que 71% dos consumidores, ficam frustrados por suas experiências de compras serem muito impessoais. A mesma pesquisa ainda mostrou que, sete em cada dez consumidores desejam anúncios personalizados.

Neste contexto, em primeiro lugar, você deverá se preocupar em conhecer o seu público-alvo e em segundo lugar a persona. O público-alvo está relacionado com as características gerais do seu cliente. Já a persona, por outro lado, busca compreender um pouco mais a fundo seus problemas, dúvidas e objetivos. Os dois são complementares e fundamentais para entender quem são, de fato, seus compradores.
A análise e utilização dessas duas abordagens permitirá maior sucesso na comunicação dos seus produtos e serviços. Afinal, você saberá exatamente quem é a pessoa por trás da tela de compra.

Por que é importante acompanhar suas conversões 

O que você faria se descobrisse que é possível lucrar o dobro, apenas acompanhando suas vendas e sem aumentar o orçamento do marketing? Não é conversa fiada, é verdade!
Estamos falando da Taxas de Conversão, isto é, um conjunto de soluções, capazes de o ajudar a medir, rastrear e avaliar o retorno de suas campanhas. Esta métrica é muito importante para suas vendas online, porque serve como um termômetro ou uma bússola para o seu negócio – ilustra o alto ou baixo número de conversões de visitantes, após a criação de uma campanha.

E como isso é feito?

Em primeiro lugar, você deve analisar o ROI e mostrar que o planejamento está dando certo. No caso de existir uma alta taxa de conversão, revela que seus clientes estão interessados no seu produto e você está fazendo um bom trabalho de comunicação. Se a conversão for baixa, acontece justamente o contrário.
Afinal, o que adianta ter um grande fluxo de visitas no seu site se este fluxo nunca será convertido em vendas? Como medir?

Antes de mais nada, conheça a Taxa de Conversão em números 

Assim sendo, as taxas médias de conversão de comércio eletrônico variam de 1% a 4%. O estudo “Internet Retailer Top 1000 Report” mostrou que a média de conversão dos 1.000 maiores sites de varejo do mundo gira em torno de 2.86%. 
De acordo com uma pesquisa feita pela Experian Hitwise, a taxa de conversão brasileira média é super baixa: apenas 1,65% de quem entra nos sites acaba comprando algo. 

Como calcular a minha taxa de conversão?

Para entender como calcular suas taxas de conversão, vamos mostrar um exemplo prático.
Qual o número de vendas geradas em seu site, se você quiser entender , com base no número de visitas no mês “x”. Como fazer?

Exemplo:

– Número de vendas geradas: 250;
– Número de Visitas no seu site: 10.000;

Só para exemplificar, Taxa de Conversão = número de vendas ÷ pelo total de visitas na sua loja virtual x 100 (%).

Em primeiro lugar, você tem de dividir o número de vendas (250) pelo número de visitas (10.000) e, em seguida, multiplicar o total por 100. 

Deste modo : 250 ÷ 10.000 x 100 = 2.5%. O que significa que a sua taxa de conversão é 2,5%. Com este resultado conseguirá ter uma noção do ponto em que se encontra o seu negócio.

Assim, você pode garantir que seu investimento foi aplicado de forma correta.
Por exemplo, para aumentar a taxa de conversão, pode apostar em e-mail marketing,  remarketing, rede de display do Google, redes sociais (facebook, Instagram, LinkedIn, etc.) ou qualquer outra fonte de publicidade online.

# O que fazer para aumentar as minhas conversões? 

Um dos pontos fundamentais para aumentar suas conversões é entender a jornada do consumidor. Em cada etapa, pense como o ele e arranje soluções para as suas possíveis dúvidas. Delineie uma estratégia e posicione a sua marca para conseguir, a longo prazo, conquistar mais benefícios e ganhar mais dinheiro.

Entenda o seu consumidor, ele está online e com vontade de comprar: porque ele irá comprar o na sua loja?

Segundo a Growth Badger, os anúncios personalizados tem um desempenho 3x melhor que os não personalizados. Isso significa que com o mesmo esforço de marketing e orçamento, você conseguiria impactar o seu consumidor 3x mais do que atualmente.

1. Ofereça condições de entrega diferenciadas 

Quantas vezes, você já deixou de comprar online pelo preço do frete ou pela demora para chegar no local desejado?
Para os consumidores, é um ponto importante – e pode, inclusive, fazer com que ele desista da compra. Por isso, garanta que as condições de frete, valores e dias de entrega estejam claras e sejam de fácil acesso.  O frete grátis, por exemplo, atrai novos consumidores para a sua loja e dá oportunidade de seus clientes comprarem o que estão esperando, economizando dinheiro e tempo.


Exemplo – Frete Grátis

2. Aposte numa estratégia de monoproduto

Para que o seu negócio seja ainda mais assertivo, você pode oferecer apenas um produto. Ou seja, pode focar as suas campanhas criando um produto estrela, gerando uma expectativa única ao consumidor. Como? 

Basta criar uma landing page, logo depois escolher o seu produto com mais potencial e pronto! Portanto, não se esqueça de trabalhar com originalidade no seu layout e na comunicação para direcionar os seus esforços para quem realmente tem interesse em comprar. Neste artigo, falamos um pouco mais do monoproduto e de como vender mais utilizando esta estratégia.


  Exemplo – Loja venda online – monoproduto 

3. Seu site precisa ter uma versão mobile  

Entrar na internet, hoje em dia, é um processo prático, feito em poucos toques na tela do seu celular. Muitas pesquisas de produtos tem início nos dispositivos móveis e terminam no notebook ou até mesmo no desktop. 

Só para ilustrar : “Em 2018, as vendas realizadas pelo celular ultrapassaram as feitas pelo computador, segundo o relatório Nuvem Commerce. Foram 53,8% de transações em dispositivos móveis no ano passado, contra 45% em 2017.”

No Mobile, se a pesquisa inicial for ruim, sem qualidade, a chance de um visitante finalizar a compra é baixíssima. Assim sendo, é bem provável que ele vá para um concorrente.

Uma análise da Statista comparou o número de abandonos de carrinho em e-commerces de todo o mundo. Segundo o relatório, no ano de 2006, 59.8% dos compradores abandonaram o carrinho de compras. Em 2017, o número chegou a 69.23%. São quase 10% de aumento em apenas onze anos.

Por isso, você deve planejar o seu e-commerce pensando nesse público. Nesse sentido, crie um site responsivo e adequado ao desktop, smartphone, tablet e outros. Permita a visualização detalhada da sua loja virtual, sem perder a qualidade. Deste modo, permitirá que o usuários realizem todo o processo de compra e, mais do que isso, voltem à sua página. 

4. Encontre um Checkout que simplifique o processo  

A página de checkout precisa ser clara e objetiva. Se tiver muitos passos, acabará dificultando todo o processo de compra. Ou seja, um processo de checkout estruturado e transparente é fundamental para o sucesso de suas vendas. Nesse sentido, se você ainda tem dúvidas sobre a importância da utilização de um checkout transparente, recomendamos a leitura deste artigo.

Pensando nisso, listamos alguns passos para otimizar a sua página de checkout e atrair mais clientes:

1- Usabilidade: Deve apostar num design não só simples e claro, mas também com foco na finalização da compra.
2- Carrinho: Faculte o maior número de informação, mantenha as coisas simples durante todo o processo –  desde as regras, condições, cupons, fretes, prazos de entrega.
3- Segurança: tenha atenção a proteção de dados dos consumidores e condições de pagamento.
4- Pagamento: ofereça aos seus clientes as melhores opções de pagamento.

O processo de checkout deve transmitir ao usuário a sensação de confiabilidade. De forma a reduzir o abandono de carrinho e proporcionando compras mais rápidas. Ou seja, gerando um aumento das taxas de conversão.

5. Crie estratégias de recuperação de carrinho 

O abandono do carrinho de compras é um dos assuntos mais debatidos, quando falamos em vendas online. Todos sabem dos números, não é mesmo?
Imagino que você não fuja desta estatística. O maior problema, no entanto, é que ninguém buscou uma solução definitiva para números tão altos.
Portanto, como fazer esta recuperação?

Pode apostar quer em remarketing, como em Facebook Ads, ou e-mails de recuperação de carrinho abandonado e SMS marketing.

6. Crie canais para ajudar seu  cliente

Ter uma comunicação direta com o cliente é a maneira mais fácil de transmitir valor e clareza ao seu negócio. A saber, numa era digital, em que os canais são muito variados, é importante que você escolha o que melhor se adapta à sua loja. Ou seja, tente ter mais de um formato, para atingir toda a sua base de consumidores, existem métodos online e offline que podem ser de grande valor para a sua loja.

Entenda um pouco mais sobre esses diferentes canais de comunicação e qual o melhor para o seu negócio. Por exemplo:

  • Mídias Sociais – crie estratégias de relacionamento direto com o cliente 
  • (aumentando o engajamento  do cliente com a sua marca – por exemplo Facebook);
  • Blogs & Revistas – disponibilize conteúdos educativos sobre diversos assuntos, relacionados com o seu negócio para que a sua mensagem seja ouvida; 
  • E-mail Marketing – crie por certo uma estratégia de envio uma mensagem, por email, transmitindo as promoções e eventos da sua loja de maneira customizada para uma base de leads e clientes específica;
  • Suporte & Ajuda – Porta de entrada do usuário, de tal forma que transforma a dor em solução dos visitantes;
  • Vídeos – Crie vídeos de ajuda, para que facilite o entendimento da sua  mensagem de forma mais prática;
  • Fóruns de discussão – em virtude de permitir os seus usuários se comunicarem e trocar experiências – aumentado o respeito e confiança na sua loja;
  • Canais de reclamação é comum existirem clientes insatisfeitos, talvez provavelmente, o que acontece é que muitas empresas deixam este cliente desamparado. Portanto, crie um canal ou e-mail de reclamação para os seus clientes. 

Em síntese,quando a sua loja tem um canal de comunicação direto com o consumir, você consegue conhecer os seus visitantes, por consequência quais as dores, dúvidas, objetivos e desejos do seu consumidor. Deste modo, conseguirá criar conteúdos úteis para o esclarecer da melhor forma e estabelecer um relacionamento mais direto com ele.

7. Aposte em testemunhos

Os usuários gostam de seguir seus amigos,sem dúvida, gostam de ver testemunhos e casos de sucesso de compra. 

Ao existir  depoimentos na sua página, de usuários satisfeitos, também será uma boa forma de converter suas vendas. Isto, fornecerá aos clientes em potencial a prova de que você é uma empresa confiável e com produtos de qualidade.

 

 

Exemplo –  Canais de Testemunhos dos visitantes – NOTCTEC

Exemplo – Canais de ajuda – Americanas.com 

Exemplo de Blog – Tok&stok

Exemplo – Canais de Revista – Kalunga

Em suma, conheça muito bem o seu público, defina as suas metas, desenvolva produtos ou serviços adequados às necessidades específicas dos seus visitantes. Para que seu site ou loja online consiga atrair mais visitantes qualificados e consequentemente mais retorno financeiro para o seu negócio.