Muitas empresas precisam de capital para iniciar as operações ou continuar crescendo, mas qual a melhor alternativa de captação de recursos?

Independente de qual o volume necessário para o investimento, os empreendedores devem estudar o segmento de mercado que atuam e conhecer as diferentes formas de captação disponíveis.

Neste artigo, você vai conhecer algumas formas de captação de recursos e também vai receber dicas sobre como fazer uma boa gestão para não errar ao investir os recursos recebidos. Confira.

Captação de recursos – O que é e quem pode buscar?

A captação de recursos financeiros é um conjunto de estratégias e processos que busca levantar e mobilizar capital para financiar operações empresariais como aquisição de equipamentos, contratações ou expansão de novos produtos.

Ao procurar capital auxiliar, é importante que o empreendedor tenha um planejamento financeiro estruturado, que detalhe a real necessidade do investimento que está buscando.

Independente do porte, toda empresa, que precisa aumentar o capital de giro, desenvolver novos produtos, comprar equipamentos, fazer contratações ou tantas outras operações, pode fazer uma captação de recursos. No entanto, a forma de captação varia de acordo com o tamanho da empresa e o seu segmento de mercado.

Existem diversas opções disponíveis, portanto é fundamental conhecer cada uma delas, quais suas vantagens e responsabilidades. Dessa forma é possível escolher a mais compatível com a realidade do momento da empresa.

Tipos de Captação

Conheça os tipos de captação de recursos mais comuns.

Capital Próprio

O capital próprio faz parte do aporte inicial de todo negócio e é um elemento obrigatório do estatuto social. É com essa quantia que toda empresa começa suas operações, garantindo capital de giro e fluxo de caixa suficiente até o primeiro faturamento.

A grande vantagem dessa opção é que o valor já pertence a empresa. Isso significa que não existe a necessidade de quitar algo no futuro.

No entanto, em alguns casos, o capital próprio pode não ser suficiente para garantir que um negócio se mantenha no início. Nesses casos, alguns empreendedores optam por captar recursos de outras maneiras, que vamos apresentar em seguida.

Aceleradoras

Aceleradoras são organizações que, como o próprio nome sugere, aceleram o crescimento de um negócio que apresenta potencial de escalabilidade nos seusprimeiros anos de vida.

O objetivo principal é ajudar as empresas a romperem o break even (o ponto em que o custo total e a receita total são iguais, ou “uniformes”), para ter tração e conquistar o mercado. Para isso, as aceleradoras oferecem ferramentas, mentorias, aportes financeiros e redes de contatos com outros empreendedores, entre outras facilidades. Essa rede de apoio ofertada pode ser considerada como uma grande vantagem desse modelo de captação de recursos.

Investimento Anjo

Essa forma de captação é indicada para as empresas iniciantes, já estão iniciando a fase de tração, ou seja, os negócios que possuem um MVP (minimum value product) já validado com potenciais clientes pagantes ou que estão em fase inicial.

Para obter um investimento anjo, é importante que a empresa apresente algum tipo de inovação, seja no produto, no serviço, no processo de fabricação ou no modelo de negócio. 

Mesmo exigindo participação societária, essa é uma das melhores opções para os empreendedores, pois o investidor anjo recebe uma participação minoritária no negócio, atuando apenas como um conselheiro que orienta as tomadas de decisões estratégicas da empresa.

Seed

O investimento Seed é para empresas que também estão em estágio inicial, mas que já estão em busca do Product Market Fit (PMF) e é buscado para viabilizar a operação ou provar hipóteses fundamentais para a sustentabilidade do negócio.

Os sinais mais claros de que está no momento de captar um Seed round são:

  • Retenção;
  • Crescimento de usuários e/ou clientes;
  • Churn.

A principal vantagem desse recurso é que a aprovação ou não do recurso geralmente é rápida e o investimento agrega recursos e conhecimento para melhorar o PMF. 

Vale ressaltar que esse modelo de captação também exige participação societária e diferente do investimento anjo, o investidor seed auxilia na gestão da empresa.

Linhas de Crédito

Essa forma de captação é utilizada pelas empresas que precisam de capital de giro ou expansão dos negócios. Diferente do capital próprio, o volume de dinheiro para o desenvolvimento da empresa é obtido por meio de operações com fintechs, como a a55, ou outras instituições financeiras.

Adquirir uma dívida pode parecer pouco vantajoso no primeiro momento, mas as linhas de crédito estão se tornando cada vez mais populares e, em alguns casos, são muito recomendadas.

Os critérios para solicitar uma linha de crédito variam de acordo com as fintechs e instituições financeiras. Mas de modo geral, o empreendedor que busca uma linha de crédito precisa ter certeza de que o seu planejamento financeiro está organizado da melhor forma possível. Além disso, deve-se considerar o volume necessário para alavancar o crescimento da empresa, independente de o dinheiro vai para investir em marketing, pivotagem ou expansão do negócio, é importante fazer o cálculo certo para não captar nem a mais e nem a menos do que você precisa.

Dentro dessa modalidade, é possível encontrar dois tipos de linhas:

  • Linhas para empresas recorrentes;
  • Linhas para campanhas de marketing;

As linhas para empresas recorrentes podem ser utilizadas para capital de giro, por exemplo, em que o valor disponível para o empréstimo é vinculado diretamente à receita recorrente da empresa.

As linhas para campanhas de marketing são utilizadas para aumentar as vendas de forma exponencial, sem abrir mão de um fluxo de caixa sustentável. Geralmente, a forma de pagamento dessas linhas é flexível, ou seja, é possível pagar de acordo com a receita mensal do seu negócio, sem pesar no orçamento.

Dicas para não errar depois de captar um investimento

Depois de captar um recurso é importante prestar atenção em alguns detalhes para utilizar o dinheiro da melhor maneira.

Planejamento Financeiro

Um planejamento traz segurança, pois com ele você é capaz de entender suas projeções, supor custos e identificar os cenários positivos, negativos e neutros da sua empresa.

Objetivo Principal

Mantenha o foco sempre em seu objetivo principal. Ao longo do caminho podem surgir outras demandas que não estavam previstas, mas não deixe que elas passem por cima do seu objetivo. Somente com foco é possível ter o crescimento sustentável da sua empresa.

Evite novas dívidas

Assim que captar recursos, fique atento aos gastos da sua empresa. Se em algum momento, surgir uma grande necessidade de fazer outra dívida, revise seu planejamento financeiro e analise todas as opções para tomar a melhor decisão.

Essas são apenas algumas formas de captação existentes no mercado. Antes de buscar um recurso, lembre-se de ter um bom planejamento financeiro e saiba qual é o seu objetivo.

Entenda qual é o momento da sua empresa e procure os investidores que possuem valores e visão de futuro que vão de encontro com o que você busca.

Sobre a a55

A a55 é a primeira Fintech brasileira especializada em Linhas de Crédito para empresas da nova economia. Já desembolsamos mais de 150 milhões de reais, que aceleraram mais de 150 empresas no Brasil e no México.

Trabalhamos para ser a melhor alternativa de crédito para esses negócios, ajudando os empreendedores a crescerem suas empresas, fazendo parte de suas jornadas.

Para solicitar uma linha de crédito, cadastre sua empresa gratuitamente na Plataforma a55. Com ela, além de solicitar uma Linha de Crédito, você entende a movimentação de suas contas bancárias num único painel, em tempo real e com indicadores que fazem sentido para o seu negócio. 

Clique aqui para cadastrar sua empresa.

*Artigo escrito pela equipe da a55: